domingo, 29 de julho de 2012

Sempre fui muito, de tomar as pessoas para mim, de tomar posse de gente que nunca me pertenceu. E sabe de uma coisa, sempre sofri. Vivia pelos cantos chorosa, a ouvir melodias que me lembravam os momentos que eu criava..
Minha imaginação foi a unica coisa que nunca me abandonou. Sempre fui muito criativa para bolar historias estranhas, coisas que nunca aconteceriam..
E ia dormir rezando, pra que tudo o que imaginava se tornasse real, pra que todos os meus desejos fosse apenas uma 'previa' do que iria acontecer.
Tenho essa filosofia, de que todos esses devaneios meus, eram um atraso na minha vida.
Vivia presa aos roteiros que criava...
Hoje me sinto apta a viver no mundo real, apesar de ainda imaginar mil e uma coisas sobre um futuro proximo..

Nenhum comentário:

Postar um comentário

You'll tell anyone who'll listen, but you feel ignored and nothing's really making any sense at all, LET'S TALK, LET'S TALK!