segunda-feira, 19 de abril de 2010

Noites


E a noite cai, como uma criança que se desquilibra. Sem avisar, acabando com os planos de quem se diverte á luz do dia.
Enquanto vai escurecendo, os amantes da lua se preparam para sair, se penteam, se pintam, se perfumam.
Quem sabe a lua não note tanta beleza escondida pela escuridão amarga da noite?
Saem de suas casas, envolvidos no glamour, esquecem de seus problemas, da possivel falta de dinheiro, da fome de cultura que o mundo está enfrentando, da fome dos mais necessitados. Eles não querem saber de nada, pelo menos naquela noite.
Querem se divertir, fazerem o que os agrada, exibirem a grande liberdade que o anoitecer os proporciona.
Chega de tanto problema! Chega de tanta ilusão!
Eles saem de suas tocas, sozinhos ou acompanhados.
Os que estão só, querem uma companhia agradável. Os acompanhados, querem curtir.
Oh lua! Qual será o teu encanto? Qual será tua magia?
Seu brilho me chama tanto a atenção, que perco a fala e só consigo admira-la. Assim, como os teus numerosos amantes...
E assim, do mesmo jeito que a noite chega, ela vai embora, dando lugar á um dia claro. Acabara tão rápido, que as pessoas ainda estão entorpecidas.
Dizem que a noite é uma criança, divertida, mas pequena.

2 comentários:

  1. Nossa, isso é tão profundo, tão belo, vou ver a lua antes de ir dormir. Espero que ela esteja lá, me esperando, brilhando.

    Um Beijo a ti.

    ResponderExcluir
  2. Muito lindo ' Adorei teu blog, já estou te seguindo :) beijs' :D

    ResponderExcluir

You'll tell anyone who'll listen, but you feel ignored and nothing's really making any sense at all, LET'S TALK, LET'S TALK!