sábado, 24 de abril de 2010

Calor do amor.


Sentada em sua cadeira favorita, lendo um livro, ela pensava que o mundo havia lhe dado as costas.
Sentia como se nada fosse de verdade, como se todos mentissem para você.
Será que fazia sentido ter tudo e não ter nada?
O rádio ligado, na estação que tocava músicas antigas, que era o que ela mais gostava, lhe remetia á bons tempos onde ela era realmente feliz, completamente. A felicidade lhe enchia os pulmões e lhe fazia gritar para o mundo todo como era bom ser assim.
O dia estava muito frio, impedindo-a de ir passear.
Pensou em como era feliz ao lado dele, e tudo o que viveram.
Foi até seu quarto e vestiu uma roupa que lhe aquecia, pegou o carro e saiu.
Sem destino, com o mesma estação sintonizada.
Fora em direção ao sul.
Estava com fome, e decidiu parar em um Dinner* e pedir os famosos hamburguers.
Ao entrar no recinto, vira os olhos mais perfeitos e atraentes que já havia visto em toda sua vida. eram brilhantes, cheios de vida.
Sentou em frente ao balcão e pode ouvir seu coração batendo mais forte.
- Senhorita, deseja alguma coisa?
Pediu um sanduíche e um suco. Mas queria mais, queria ser a dona do coração do senhor-olhos-maravilhosos.
Em um momento de devaneio de seu coração, ouvira a música mais doce do mundo. Que tinha a sintonia perfeita com aquele momento.
Olhou para o rapaz e sorriu. Ele retribuiu o seu sorriso, e veio andando em sua direção.
Sentou-se com ela e se apresentou. Disse que se chamava Victorio, e estava em busca de um emprego na cidade.
Elephant Gun começara á tocar, e ela se sentiu embalada pela música.
Começou á falar de amores, o quanto era bom poder amar alguém.
Victorio pegou sua mão, e disse que poderia lhe fazer sentir isso novamente.
E assim foi, saíram em busca do desconhecido, em busca da felicidade eterna, que ambos almejavam.
Lá fora ventava, mas em seus corações estavam aquecidos pelo calor do amor.

* Típica lanchonete dos Estados Unidos.
"E só de te ver, eu penso em trocar
a minha TV , num jeito de te levar
á qualquer lugar, que você queira.
Que pra nós dois, sair de casa já é
se aventurar"
ultimo romance - los hermanos


20 comentários:

  1. Amei esse texto...Pra falar a verdade eu amo Elephant Gun, essa canção me faz recordar de momentos inesquecíveis, até está na minha lista de vídeos no orkut...
    Belíssimo!!!
    Ah obrigada pela passadinha em meu blog,estarei sempre por aqui tbm!bj!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. OI AMANDA, TDO BEM C VC?
    MENINA, Q LINDO SEU BLOG. VC MESMA ESCREVE OS TEXTOS? ADOREI OS DESENHOS E AS FRASES AO FINAL DOS POSTS. EU COLECIONO FRASES E TENHO MAIS DE 5 CADERNOS COM FRASES LINDAS.
    OBRIGADA POR SEGUIR MEU BLOG.SEJA SEMPRE BEM VINDA. ADORO QDO HÁ COMENTÁRIOS ASSIM EU ACABO FAZENDO UMA VISITINHA TBÉM.
    BOA SORTE NO SORTEIO.ACABANDO ESTE JÁ COMEÇA O OUTRO. FIQUE DE OLHO.

    BJ BJ
    VIVIANE

    ResponderExcluir
  4. Nossa, amei esse conto. Por algum motivo me lembrou uma música chamada Satellite, de Anna Nalick!
    O blog é lindo!
    Beijos, querida.
    Todo sucesso pra vc!

    ResponderExcluir
  5. oiiii, obrigado por seguir a acanhada narroterapia.
    beijos

    ResponderExcluir
  6. Muito bom esse conto, bem sutil, gostei da forma de introdução do cenário e personagens e q dê td certo para eles né? =D
    Obrigado por passar lá no meu blog, volte sempre q tiver vontade.
    Te sigo tbm.
    Bjs e um ótimo fds pra ti.

    ResponderExcluir
  7. Ixe, que lindo! Gostei muito, do texto, da imagem, da música.
    Amanda, o seu blog é cheio de inspiração e criatividade. Parabéns!
    Pretendo voltar.
    Obrigada pela visita.

    Beijokas!

    :o)

    ResponderExcluir
  8. O vim agradecer a visota gostei muiito
    do seu comentario é bem verdade tudo aquilo
    volte sempre

    CAOS MUNDIA - CLIQUE AQUI

    muiito bom o texto parabéns escreve muiito bem!!!

    ResponderExcluir
  9. Quee texto explendido meu anjo, beijos *--*

    ResponderExcluir
  10. Nossa. Gostei muito do texto. Um final feliz *-*
    Ah, eu sou fã do Beirut, especialmente por essa música *-*
    Beijos e ótimo domingo!

    ResponderExcluir
  11. Eu imaginava um final diferente para a história, que ela voltaria para o antigo amor, mas o desconhecido fez com que ela ficasse muito mais linda e interessante :D
    Goooostei!

    ResponderExcluir
  12. Amei do começo ao fim.
    Linda estória

    ResponderExcluir
  13. Hey, adorei o texto!
    Não conhecia a música.

    Beijinhos*

    ResponderExcluir
  14. Ai que lindo
    meu imaginei a cena e ao fundo tocando elefant gun, perfeito de mais
    chega até da aquela coisa no coração.
    Adoraria viver uma coisa parecida,
    quando se tenta fugir de algo, acaba aparecendo uma coisa masi perfeita para se viver.

    beijos amei de mais o texto

    ResponderExcluir
  15. Os seus contos encantam! Sempre venho aqui para lê-los e adoro , sempre! =D

    ResponderExcluir
  16. O amor sempre esquenta corações!!!


    Lindo texto, beijos e boa semaninha!!!!

    ResponderExcluir
  17. Mais um excelente texto.. ^^
    Final feliz, como em todos os que eu já li aki..

    Bisbilhotar seu blog me deu vontade de escrever romances, hehe...

    Xau xau, bjo.

    ResponderExcluir
  18. Amanda!

    Também achei uma gracinha o seu blog e gostei bastante dos seus textos!

    Estarei seguindo aqui,viu!

    Bjinhos***

    ResponderExcluir

You'll tell anyone who'll listen, but you feel ignored and nothing's really making any sense at all, LET'S TALK, LET'S TALK!